Contra Baixo Elétrico- Cuidados e manutenção

Veremos aqui, dicas que lhe servirão de apoio para conseguir manter seu Contra baixo elétrico em ótimas condições.

Contra baixo elétrico

Mantenha sempre seu baixo limpo contra: sujeira, poeira, suor, oleosidade da pele e fumaça.

Porque qualquer um desses pode fazer com que o acabamento e acessórios do seu Contra baixo elétrico, envelheçam rapidamente.

Sempre lustre e limpe seu baixo usando polidores aprovados nas superfícies de madeira com acabamento e polidor/limpador nas superfícies de metal, em seguida seque-os com um pano macio.

Óleos naturais em escalas de Rosewood sem acabamento, ébano e pau ferro podem ressecá-los após um determinado tempo. Bordas de traste ásperas e expostas demonstram que a madeira está seca e encolhida. O certo ao se fazer nestas situações é dar ao seu traste um pouco de óleo de limão, óleo de linhaça fervido ou outros óleos para madeiras/móveis que não sejam a base de silicone, constante para observar sua integridade e beleza natural.

OBS: Após a retirada das cordas, aplique o óleo primeiro em um pano, desde que o mesmo não solte fiapos e em seguida, esfregue na madeira, deixe absorver e depois disso remova todo o excesso do óleo, jamais aplique o óleo em superfícies de baixos acabamentos.

Conforme o passar do tempo, o peso do seu baixo sob a correia pode fazer com que os engates afrouxem. Não se esqueça de apertá-los de vez em quando, pois caso os parafusos frouxos não sejam negligenciados e apertados, todo o movimento do peso no instrumento, podem expandir os buracos de montagem a ponto de os parafusos não reterem mais.

OBS: Podem levar a complicações, negligenciar um instrumento que necessita de ajustes.

Assim como todos os instrumentos de madeira, seu baixo pode ter sensibilidade a mudanças sazonais de temperatura e umidade, com isso é bem natural que a madeira expanda e contraia estas mudanças e este movimento pode afetar a configuração e capacidade de tocar o baixo, o aconselhável, é agendar ajustes rotineiros que servirão para compensar os efeitos dessas variações sazonais.

As temperaturas e umidades extremas podem acabar danificando seu instrumento, então evite a exposição do seu baixo a temperaturas extremas, mas, caso a exposição seja inevitável, afrouxe as cordas para que diminua ao máximo a possibilidade de danos, deixe o instrumento frio ser aquecido gradualmente antes de abrir o seu estojo, para evitar assim possíveis rachaduras no acabamento.

O acabamento do baixo, em diversas vezes, têm seu acabamento em laca, que é um tipo de acabamento de madeira natural e fino, utilizado há muitos anos em móveis e instrumentos finos.

O que é a laca no Contra baixo elétrico?

A laca, nada mais é do que um acabamento relativamente fino e um tanto poroso que dá uma ressonância muito mais livre aos tons de madeira, resultando assim, em um instrumento com sonoridade mais vibrante e para muitos músicos, mais bonita.

A laca deixa o instrumento vibrar liberalmente, de acordo com sua natureza e é muito mais tendente aos efeitos de corrosão, envelhecimento da madeira que fica por baixo, interações químicas e condições climáticas, do que os acabamentos de uretano ou poliéster.

Caso seu Contra baixo elétrico tiver seu acabamento feito em laca tente não expor a tecidos tingidos, plásticos, sintéticos e tubos de materiais cirúrgicos sintéticos, todos esses materiais reagem de maneira adversa à laca e podem acabar estragando o acabamento do instrumento.

Se você não souber ao certo o tipo de acabamento usado em seu baixo verifique as especificações detalhadas do seu instrumento, no site do fabricante.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *